sexta-feira, 8 de abril de 2011

PRÓLOGO: Entre um Apocalipse e Outro

por DRAVEN



Caminhando apenas com a companhia um do outro, dois jovens de mãos dadas observavam a paisagem tristemente. A cena era de um tom melancólico, meio surreal, como Adão e Eva caminhando para fora de seu paraíso perdido.

    “E agora, o que faremos?” O silêncio foi quebrado pela menina, que falou com uma voz quase sussurrada, meio rouca.

    “Eu tenho um plano,” foi a resposta do menino. “Pode não dar certo, mas temos que continuar com ele custe o que custar. Você está comigo?”

    A menina o encarou com seus olhos brilhantes, em lágrimas, e acenou um sim com a cabeça. Ela confiava nele plenamente.

    Os dois se abraçaram, como se fosse uma despedida, e voltaram para observar o horizonte pálido. Aquela fora uma cena perfeita, antes de uma gigantesca luz surgir no horizonte, parecendo cobrir toda a terra.

    “Vamos ficar juntos para sempre, não é?”, perguntou a menina.

    “Sim, para sempre”, respondeu o menino.



    Para sempre nunca pareceu um tempo tão curto antes.


Um comentário:

  1. http://sagadosprodigios.blogspot.com/2011/09/por-azathoth.html

    ResponderExcluir