sábado, 23 de outubro de 2010

Estaca de Amor



por Desdêmona


O Amor é uma estaca da madeira da Árvore do Conhecimento
Do Bem e do Mal, que me empala o coração de maçã,
Abrindo-me os olhos para as ilusões do desejo.
Faz-me sangrar de dor e prazer, faz-me chorar de ciúme e saudade,
Com o coração a chorar e os olhos a sangrar.


Retirar a fatídica estaca do coração aflito somente
O faz ficar vazio, sequioso da plenitude que apenas
O Amor pode oferecer. Valeria mesmo a pena rechear
A ferida com o fluido empestado do Ódio,
Que me invariavelmente domina após a partida do Amor?


Assaz imperiosa a transposição das barreiras entre o Amor
E o Ódio; assaz necessária a alquímica fusão dos opostos.
A gangrena hedionda do ódio me infecciona o peito,
Escandalizando-me; como o Cristo assim recomendou,
Corto-o fora! E no monte de esterco ficará o coração abandonado.

Um comentário:

  1. http://insanemission2.blogspot.com/2011/09/estaca-de-amor.html

    ResponderExcluir